Aluguel de carros nos EUA: como funciona? Veja nossas dicas!

Aluguel de carros nos EUA: como funciona? Veja nossas dicas!

Quer viajar e não sabe como funciona o aluguel de carros nos Estados Unidos? Sabemos que esse processo pode ser um pouco confuso, já que algumas regras são diferentes do que estamos acostumados no nosso país. Por isso, ter acesso a uma locadora de veículos que seja de confiança e entregue atendimento e serviços de alta qualidade é fundamental.

E para facilitar a sua viagem, organizamos as informações mais importantes que você deve saber na hora de assinar o contrato de aluguel de um veículo. Se você está indo para os Estados Unidos a trabalho ou está planejando uma road trip incrível, é importante ter todas as informações necessárias.

Acompanhe o nosso post e fique por dentro dos detalhes sobre como alugar um carro na terra do tio Sam.

Como funciona aluguel de carros: pontos mais importantes

Sua viagem está marcada e você quer aproveitar cada momento dela. Seja para trabalho ou lazer, ter um carro à sua disposição é uma vantagem enorme, além de não ter que depender de altas taxas nos aplicativos de viagem e usufruir de muito mais mobilidade e autonomia para ir onde quiser.

Existem alguns requisitos que os motoristas devem levar em conta na hora de se programar para ter toda a comodidade durante o seu roteiro de viagem. E grande parte dos procedimentos podem ser feitos de forma online, mesmo antes de decolar. Com isso, é possível chegar ao seu destino e ter mais agilidade para sair dirigindo por aí.

Então pegue o seu bloco de notas e veja como se preparar antecipadamente para evitar qualquer inconveniência.

Documentos necessários para alugar um carro nos EUA

Os regulamentos do país exigem que alguns documentos sejam apresentados para que o contrato seja feito, como:

  • Carteira de habilitação do Brasil: a sua CNH deve estar dentro do prazo de validade. De preferência, com mais de um ano de emissão;
  • Passaporte válido;
  • Cartão de crédito internacional: ele deve estar registrado no nome do condutor e desbloqueado para compras internacionais.

Um bônus que ajuda muito, caso haja alguma blitz ou você precise apresentar uma permissão para oficiais do país, é ter uma Permissão Internacional para Dirigir, a PID. Para isso, basta procurar o Detran do seu estado e solicitar a emissão desse documento. Esse documento pode ser traduzido em até sete idiomas, incluindo a Língua Inglesa.

Isso pode ser feito no site do órgão, via aplicativo oficial ou nas autoescolas e unidades de atendimento presencial. Basta informar seus dados e pagar a taxa que gira em torno de R$ 100 reais. Note que cada estado pode ter suas próprias legislações e exigências, como é o caso de algumas regiões, que exigem a PID além da CNH válida. Então fique atento às leis do seu destino.

Idade mínima para locar e dirigir um carro

Uma lei que é de comum acordo entre todos os estados e locadoras é a idade mínima de 21 anos. Outro ponto importante é que os condutores que possuam idade inferior a 25 anos deverão pagar uma taxa de, em média, U$35,00 (trinta e cinco) dólares por dia.

Motoristas adicionais

Se você pretende dividir o volante com alguém, as exigências são as mesmas em termos de documentos e idade. Algumas locadoras específicas não aplicam tarifas adicionais, contudo, caso seja cobrado, o valor é de aproximadamente U$ 13,00 (treze) dólares por pessoa, que é requerido diariamente.

Além disso, é viável incluir o nome dos condutores extras no primeiro momento da assinatura do contrato ou durante a sua validade, desde que isso seja realizado em uma unidade física da locadora, com a presença do responsável pelo contrato.

Limites de quilometragem disponíveis

As possibilidades sobre os termos de quilometragem variam de acordo com os destinos e tipos de locação. Por esse motivo, você pode escolher entre quilometragem livre, na qual é permitido transitar por aí sem preocupações e sem pagar custos extras. E no caso em que as distâncias percorridas são controladas, os motoristas devem pagar de acordo com os quilômetros percorridos.

Modos de pagamento

Na questão de pagamento, como foi dito anteriormente, é necessário que o titular tenha acesso a um cartão de crédito liberado para gastos no exterior, que pode ser a um cartão internacional pré-pago. Contudo, no momento da devolução e finalização do contrato,pode-se optar pelo uso de cartão de débito.

Entregue o carro alugado em várias localidades

Sua viagem não inclui um roteiro de volta ao ponto em que começou? Tudo bem! Você pode sair de uma localidade e devolver o veículo em outra cidade ou unidade da locadora que você assinou o contrato. Contudo, não é possível fazer isso em outro país. Por exemplo, pode-se fazer a retirada em Miami, na Flórida, e finalizar o serviço em Los Angeles, na Califórnia.

Essa facilidade se encaixa na categoria de viagem one way, que significa uma rota ou apenas ida. Em determinados casos, pode ser acrescido um valor específico, a depender da localidade. Isso não significa que não seja permitido cruzar as fronteiras entre os Estados Unidos e o Canadá, não há restrição nesse caso. O que não está autorizado é a viagem para países como o México e outras federações.

Multas, acidentes e cobertura de seguro

Essa é uma das maiores preocupações de quem ainda não sabe de todos os detalhes sobre como funciona o aluguel de carros. No caso dos seguros, as coberturas padrão são a CDW — em inglês, Collision Damage Waiver — e a LDW — Loss Damage Waiver — que, respectivamente, seriam a proteção contra colisão ou danos veiculares e cobertura em caso de roubos ou perda total do automóvel.

Outras opções disponíveis são:

  • Seguro ALI: o Additional Liability Insurance ampara os condutores na ocorrência de ferimentos e danos materiais causados a terceiros, dentro de uma quantia limite;
  • Seguro PEC: Personal Effects Insurance, voltado aos cuidados pessoais, o motorista e os passageiros são protegidos caso sofram algum tipo de acidente. Essa alternativa cobre assistência, resgate, certas despesas hospitalares e, também, morte;
  • Seguro PAI: o Personal Accident Insurance,geralmente atrelado ao PEC, essa modalidade também assegura atendimento médico com gastos cobertos, morte acidental e para todos os locatários e seus passageiros.

Outros detalhes importantes da locação

Lembre-se de sempre devolver o veículo da mesma forma que ele foi retirado. Isso significa que o tanque deve estar cheio e as partes internas e externas em boas condições de limpeza, para que seja feita a vistoria final. Outro ponto relevante é o horário predeterminado para que seja feita a entrega das chaves pois, no caso de atraso, podem ser cobrados valores extras.

Em casos de acidentes automobilísticos, além de entrar em contato com as forças policiais locais, é extremamente necessário entrar em contato com a locadora e comunicar o acontecido. O acesso ao atendimento é realizado 24 horas por dia e em todos os dias da semana, garantindo mais comodidade e segurança para você.

O mesmo vale para furtos, que devem ser registrados em boletim de ocorrência na delegacia de polícia mais próxima, com cópia para ser apresentada à locadora, geralmente, em até 48 horas após o ocorrido.

Prontinho, agora que você sabe os detalhes e informações mais importantes sobre como fazer o aluguel de um carro nos Estados Unidos e aproveitar todas as facilidades de ter um automóvel para viajar do jeito que você quiser. E para saber mais dicas de viagem, como roteiros e meios de locomoção, continue explorando o nosso blog.

Até a próxima!

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.