Jet Lag: Por que acontece? Veja 5 dicas para combatê-lo!

Jet Lag: Por que acontece? Veja 5 dicas para combatê-lo!

Sofrer com o Jet Lag é quase inevitável para viagens a longa distância e saber superá-lo pode não ser uma tarefa fácil. Esse fenômeno acontece porque nosso organismo acostuma com o fuso horário em que estamos inseridos e, quando mudamos nosso destino, nosso corpo pode demorar para se acostumar novamente.

Esse é um dos motivos para o Jet Lag acontecer, mas não é só isso. Reunimos, a seguir, uma explicação mais aprofundada sobre o assunto para você ficar por dentro e conseguir driblar esse fenômeno e aproveitar sua viagem em 100%. Mas atenção! É preciso ter paciência e seguir as dicas à risca.

Quer mais dicas de viagem? Não deixe de conferir nosso post com dicas de destinos turísticos para Atlanta!

O que é Jet Lag e como funciona?

Jet Lag é a tradução literal para “fuso horário”, mas, quando falamos de Jet Lag, estamos falando sobretudo de sintomas referentes a diferença de horários do destino inicial para o final. Cientificamente falando, o Jet Lag está ligado ao termo “dissincronose” que significa a mudança repentina em que seu corpo e metabolismo está sujeito.

Na prática, o Jet Lag funciona por meio de sintomas como cansaço e sono, respostas que nosso metabolismo dá para a mudança de horários, efeito de uma viagem longa em que o fuso se alterna consideravelmente. De maneira geral, quanto mais distante sua viagem, maior serão as consequências do Jet Lag, começando com mais de três zonas de fuso.

Por que o Jet Lag acontece? E quais os sintomas?

Em poucas palavras, podemos dizer que o Jet Lag acontece porque nosso organismo se adapta ao cotidiano em que estamos inseridos, esse é o motivo básico para termos sono a noite e ficarmos a maior parte do dia acordados. O principal ciclo que sofre com essas alterações é o ritmo circadiano – termo referente a regulação entre dia e noite.

A verdade é que o Jet Lag é comum para a maioria das pessoas que passam por essa situação, mas os efeitos podem variar de organismo para organismo. Algumas pessoas possuem mais facilidade de adaptação do que outras. Por sorte, há alguns cuidados que podemos tomar para reduzir os sintomas e ajudar na adaptação. Mas calma! Falaremos mais sobre o assunto nos tópicos a seguir.

O cansaço e sono durante o dia é um dos principais sintomas do Jet Lag mas não os únicos. Dentre os principais, não podemos deixar de mencionar os seguintes:

  • concentração prejudicada;
  • dor de cabeça e no corpo;
  • náusea;
  • vômito;
  • variação de humor;
  • adversidades gastrointestinais;
  • lentidão;
  • irritações na pele;
  • perda de memória leve.

Quanto tempo demora para nosso corpo se adaptar?

Como já adiantamos, os sintomas variam de pessoa para pessoa e cada viajante possui suas próprias particularidades sobre o tempo se adaptação. Por outro lado, há um tempo geral estipulado para ajuste, conforme exibiu a NASA, de um dia por fuso. Dessa forma, se você viajou para um destino com diferença de três fusos, você terá três dias para se adaptar ao Jet Lag.

Dentro desse tempo, é possível que você sofra com alguns dos sintomas que exibimos, principalmente os problemas relacionados ao sono e cansaço.

Aprenda a se adaptar – 5 dicas infalíveis para superar o Jet Lag

Agora que você conhece as principais informações sobre o assunto, é hora de conhecer dicas valiosas para passar pelos sintomas na melhor maneira possível.

1. Aproveite o primeiro dia para dormir e descansar bastante

Você chegará de viagem bastante cansado e o primeiro dia deve ser destinado para você colocar o sono em dia. Não planeje nada para esse momento, preocupe-se em organizar suas coisas e descansar o tempo que for preciso. Dessa forma, você está mais descansado para aproveitar o restante da viagem.

Pode parecer negativo perder o primeiro dia no novo destino dormindo, mas isso é extremamente necessário! Para não deixar que isso interfira no roteiro da sua viagem, uma dica nossa é investir no aluguel de um carro para poder se locomover com mais agilidade entre um passeio e outro, principalmente se estiver com toda a família ou em grupo!

Assim, você não precisará se preocupar com o longo tempo de viagens de ônibus ou trem, e terá mais tempo — tanto para descansar, quanto para aproveitar a viagem com os diferentes passeios do seu roteiro!

2. Evite tomar remédios para dormir durante o voo

Os voos longos são atrativos para tirar aquele cochilo, certo?! Para evitar o Jet Lag é muito importante que você não durma profundamente e, sim, tire pequenos cochilos. Tente se manter ativo, dê uma caminhada ao banheiro sempre que possível e evite tomar remédios para dormir.

3. Siga corretamente o horário do destino

É comum que as pessoas mantenham o mesmo horário do país em que saiu e vivam com as horas trocadas, justamente pela comodidade. Acontece que isso só atrasa ainda mais o processo de adaptação e fará com que você se sinta mais cansado e sofra com os outros sintomas.

4. Tenha uma alimentação balanceada

Também é importante sua alimentação seja balanceada o suficiente para suprir as necessidades do seu organismo. Invista em alimentos leves e ricos em proteína. Sua alimentação saudável deve começar já no voo e percorrer até que os sintomas do Jet Lag sejam superados. Ah! Não esqueça também de se manter sempre hidratado.

5. Evite bebidas alcoólicas em excesso

As bebidas alcoólicas são os grandes vilões para quem sofre com Jet Lag. Além de atrasar o processo de adaptação do organismo, o álcool potencializa ainda mais os efeitos do fenômeno. Dessa forma, a melhor dica é esperar que você esteja devidamente adaptado para aproveitar do jeito que achar melhor.

Gostou das nossas dicas?! Não deixe de conferir nossos outros posts no blog com mais dicas e novidade sobre o universo das viagens!

Veja também os principais destinos turísticos em Lisboa para você curtir!

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.